Izadora Feijó - 15 Anos

Bandeirantes - PR, 21 de outubro de 2014

:: Ensaios ::

Homenagem Izadora...

 Uma história de amor... E assim é a nossa história, você chegou de mansinho de forma sublime trazendo grandes surpresas e enchendo de alegria nossa vida, e de repente... 15 anos se passaram!!!

“Olhei para você ontem e vi uma pequena princesa querendo ser já uma rainha, querendo ter já o seu trono e o seu reinado. Olhei para você e voltei pra trás no tempo. E lembrei de outra pequena princesa que um dia quis ser rainha. E senti que nesta vida tudo se repete. Com a mesma beleza. Com e mesma emoção. Com a mesma vontade de querer conquistar céu e chão. Sem ter tempo para parar. Sem poder perder esse tempo imenso que se abre a nossa frente. Olha, se você quiser, vai ser mesmo uma rainha. Vai brilhar. Vai abrir esse longo caminho que lhe espera com dignidade. Com majestade. Vai ser dona de sua vida. O tempo corre. Isso eu já sei. E você também há de notar isso um dia. Por enquanto, brinca de ser princesa. Corre solta pela vida. Voa alto como uma bolha de sabão – transparente, leve, colorida. E deixa que o vento lhe ensine as belezas desse seu primeiro voo. Alto. Cada vez mais alto.”

 ...Quanta ternura traz hoje o seu grande dia, repleto de momentos inesquecíveis que perfazem a sua história de amor, filha, que lindo é o seu coração, que você continue irradiando delicadeza, alegria e amor ao próximo!!!

Ana Beatriz - 2 anos

Londrina, 21 de outubro de 2014

:: Aniversários ::

Viver em família é dividir o tempo, responsabilidades, aceitar regras e ter a disposição para reconhecer e estimular as oportunidades da vida.

Devemos agradecer a cada novo nascimento, pois uma nova vida, e um novo ciclo, se reiniciam. É preciso coragem, muita ousadia, união do casal e da família ao redor, pois a caminhada é longa, e a educação é uma viagem ao desconhecido, onde a cada descoberta da criança, os pais se orgulham e descobrem que o bom exemplo da família é fundamental para a formação e transformação dos filhos.

Os filhos são muito observadores, e vão questionar cada nova ação dos seus educadores, e quantos “por que” escutaremos no decorrer do desenvolvimento. Somos um grande arquivo de emoções, sentimentos, e na educação daremos o melhor de nós para o  desenvolvimento das habilidades emocionais e intelectuais.

Pense na melhor forma de expressar o seu amor, e encontre nos olhos do seu filho a grande resposta.

Muita paz

(Marinho)

Poliana Dequech - 15 anos

Londrina, 20 de outubro de 2014

:: Ensaios ::

#POLI15 from mmarinho on Vimeo.