Thais e Daniel

Londrina, 1 de abril de 2015

:: Casamentos ::

((( THAIS E DANIEL ))) from mmarinho on Vimeo.

Luisa - batizado

Londrina, 31 de março de 2015

:: Batizados ::

O amor surge da maneira como olhamos quem está ao nosso redor, e a forma como Deus nos mostra o caminho para a felicidade no contexto da vida familiar, e das manifestações desse sentimento. Sentir o amor crescer na figura dos filhos, ouvirmos os primeiros sinais da vida que nos foi concedida e que decidiremos a forma de viver e encontrar seus caminhos. Serão muitas as  oportunidade para transmitir os valores da família, levando o casal ao crescimento e fortalecimento do relacionamento, porque os filhos chegam para coroar esse dom divino de Deus.

Os filhos serão influenciados pelo estilo de vida da sua familia, e cabe aos pais, avós, tios e padrinhos e madrinhas formarem uma capa protetora que permita o desenvolvimento pleno da criança. A força do amor está dentro do coração e na disposição para ensinar e aprender a cada novo dia.

Será um tempo de grande aprendizado, e de perceber o quanto um grande desejo pode sim tornar-se realidade e, através dele, tantos corações se unem com o mesmo objetivo, numa grande corrente do bem.

“As memórias servem para lembrar o passado, os sonhos servem para construir o futuro.”

Muita paz.

(Marinho)

Mariane e Nelson

Londrina, 30 de março de 2015

:: Ensaios ::

A nossa história começou em 2008, na Universidade Estadual de Londrina, onde cursávamos o curso de Direito. Eu estava no primeiro ano e o Nelson no terceiro. Era o último dia de aula, quando ele me viu na lanchonete do CESA (“Pingüim”), onde os estudantes costumavam ficar nas horas vagas. Eu estava com minhas amigas e ele com outro amigo e, daí procurou saber o meu nome, Orkut, MSN e tudo mais.

Até então nunca havíamos nos visto, mas Deus o trouxe para mim e, em apenas um mês, começamos a namorar. Estamos juntos há seis anos. Até que em dezembro de 2013, numa viagem em família para Nova York, eu e ele fomos assistir ao espetáculo “Quebra Nozes”, do New York City Ballet, quando, após o final, ele surpreendentemente se ajoelhou e me pediu em casamento. Foi tudo muito lindo e inesquecível. Com certeza, aquela cena jamais sairá de minha memória. Após o pedido e o  “sim”, saímos muito felizes para comemorar em um restaurante, nas ruas iluminadas da Times Square, o qual ele havia carinhosamente reservado.

Desde então, tudo virou um grande sonho!

Certamente, no fundo sabemos que Deus nos uniu, por alguma razão que ultrapassa qualquer limite da compreensão humana, pois desde sempre sabemos, que no fundo, nos amamos verdadeiramente e que queremos ficar juntos para sempre!!!


“De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade (...).”

Soneto 116, William Shakespeare